Início » Entrevista, EXCLUSIVO!

“Se Renato Russo vivesse nos anos 2000 seria o emo dos emos”, diz Tavares da Fresno


[19 Aug 2008 | 234 comentários | Cler Oliveira]

Photobucket


Foto by Pedro Cupertino on Flickr

A cena emo é, certamente uma das mais fortes e culturalmente relevantes do nosso tempo. Você pode até não gostar, mas jamais poderá ignorar esse fenômeno que é, além de responsável pela venda de milhões de álbuns, criador de novas tendências estéticas e musicais. Confesso que, como muitos, meu interesse para saber o que estava acontecendo dentro dessa nova onda era praticamente inexistente. Havia uma áura de pré-conceito a qual alimentava justamenate por não entender como as coisas realmente funcionavam ali.

Para explicar, ninguém melhor que um dos integrantes de uma das bandas emo de maior sucesso no país: Tavares, baixista da Fresno. Indicados em duas categorias do VMB 2008 (Artista do ano e Hit do Ano por Uma música), o grupo assumiu um lugar privilegiado na mídia nacional ao mesmo tempo que é reconhecido por ela. Eu, no Rio Grande do Sul e Tavares, em um dos cada vez mais raros momentos de folga, em sua casa em Sampa batemos um papo de quase duas horas.

Com exclusividade, Tavares falou sobre o mito criado no movimento emo, o assédio das fãs, seus ídolos e sobre a relação com Chitãozinho e Xororó durante e após o mega sucesso do Estúdio Coca-cola Zero.

Diferente de uma entrevista, pela primeira vez vou evitar interferências características do formato ping-pong (perguntas e respostas). Utilizar as citações em um texto era uma alternativa caso este não tivesse ficado absurdamente grande. Então decidi fazer diferente. Desfaça-se de todo pré-conceito e enjoy yourself. Com a palavra, Tavares.

Sobre o conceito de Emo

“Se Renato Russo vivesse nos anos 2000 seria o emo dos emos”

Na verdade o emo vem de toda uma questão hardcore que começou no final dos anos 80. No ínicio dos 90, diversas bandas vieram com a essa temática. Toda banda pop rock que existe hoje, que está na midia como Panic at the disco e Avril Lagvine, por exemplo, estão ancorados no visual e na atitude das bandas emos. Nesse sentido houve uma revolução cultural muito intensa.

O emo acabou fazendo música romântica dentro de um genero que não aceitava isso muito bem. Dai a expressão emotional hardcore. Só que depois tudo isso se perdeu. Toda a música moderna, de uns 10 anos pra cá, está, em algum momento, baseada no emo, seja estética ou liricamente. Hoje em dia, até mesmo as novas bandas de metal carregam o visual emo e o seu padrão de composição musical.

“Hoje a música pop, o emo e o rock são a mesma coisa”

Em tudo o que vejo de novo consigo achar essas referências. Se o cara falar sobre “a cena emo” eu nao me importo porque sei que a pessoa sabe do que está falando: é uma cena que abrange muitas bandas, algo tão grande quanto foi o grunge nos anos 90. É só lembrar que, do meio dos anos 90 pra cá, tudo ou era grunge ou derivado do grunge ou new grunge. Nesta época o grunge também já tinha se perdido ao ponto de dizerem que Stone Temple Pilots era a mesma coisa que Nirvana. Na verdade, todas as bandas cairam num nicho de mídia e foram classificadas da mesma forma.

“O emo é a moda dos anos 2000. Isso inclui música, visual e até literatura.”

O cara pra ser emo não precisa ser tão extremo por pouca coisa. O emo pra mim é um estilo o musical, quando muito, a moda dos anos 2000, como eu disse anteriormente, mas que não deve entrar no psicológico de ninguem. Ninguém precisa cortar os pulsos.

“Se eu quissesse falar de política, seria um politico.”

Na verdade, eu não estou a fim de falar de problemas financeiros nas minhas músicas e, embora seja um cara politizado, não estou a fim de falar de politica também. Minha função no mundo não é essa. Se eu quissesse falar de política, seria um politico. Uma coisa que achamos legal falar é isso: de relacionamentos, de amor. Se pararmos pra pensar, a vida gira em torno disso. Sou fã do Renato Russo mas, se tu fores analisar, ele era um emo. Se ele tivesse vivido nos anos 2000 ele seria o emo dos emos.

O visual

Foto Lurtinga on FlickrNosso visual é muito sincero por influências de coisas que eu acho legal. Agora eu te pergunto: quem disse que ter suiça grande é ser emo? Eu acho mais legal dizer que o meu cabelo vem do Cavaleiros do Zodíadicos (risos), mas dai é muita loucura. O meu visual eu fui montadando com o tempo.

Eu trabalho com a imagem da mesma forma que Augusto Licks sempre usou o cabelo para trás, óculos e camisa branca. Acho que para marcar, você tem que trabalhar tudo. Pra mim, nada mais rock n roll do que o [Humberto] Gessinger usando all star e bombacha.

Nota: lembro que uma das coisas que mais me chamou atenção quando vi o Tavares, no final de junho, foram as tatuagens que ocupavam cada centímetro quadrado dos dois braços. O baixista confessou que era impossível contar quantas tinham no corpo, mas faz uma estimativa de que já sentou na cadeira do tatuador umas 45 vezes!

2008: O melhor momento da banda

O que a Fresno tem de diferente das demais bandas é que ela cresceu muito e fazia um sucesso muito grande tanto dentro de Porto Alegre quanto fora. A maioria das bandas primeiro se estabelecem dentro da sua cidade. Depois ganham o Estado e depois o País. No nosso caso foi diferente. A midia portoalgerense fechou os olhos pra nós. Ela não estava ligada no que estava acontecendo. A Fresno foi uma das primeiras bandas que estorou na internet no Brasil. A internet é a nossa ferramenta chave. O que muitos não sabem é que esse espaço é nosso há muito tempo. Agora que a grande midia como a televisão, por exemplo, está nos conhecendo.

O assédio:

“Se eu fosse mulher eu já poderia ter disparado uns 50 processos por abuso sexual.” (risos)

Em média, 20 pessoas batem na minha porta todos os dias ou ficam ali, na espera de eu sair ou chegar. Fatalmente tu perde a privacidade. Um dia, eles falam com o um vizinho que tu não conhece, conseguem entrar na casa desse vizinho e acabam visualizando teu quarto, por exemplo. Não tenho um terço da fama de várias pessoas que estão na mídia há mais tempo, mas eu saio ‘espiado’. Tudo o que faço acaba sendo sempre vigiado.

Cantadas são normais. Se eu fosse mulher já teria disparado uns 50 procesos por abuso sexual. Mas o mais estranho são aquelas pessoas que querem se passar por alguém que finge não te conhecer. Pessoas que tentam me convencer que o fato de estarem perto de você é uma coincidência. Muitos chegam a criar uma nova vida apenas para, por meio dela, poderem chegar perto de você. Isso é muito louco”

A “responsabilidade” e os ídolos

Assumi este papel para algumas pessoas, o mesmo papel que os meus ídolos assumiram para mim. O cara, ao longo da vida tem vários ídolos que vão se destacando pela importância musical. Eu, na minha vida, não tenho como nao citar o Paul McCartney.

“Duca e Humberto mudaram a minha cabeça quando eu comecei a ouvir música.”

O Pouca Vogal vai ser o acontecimento do Universo!!Ninguém entende como estou vendo esse projeto. São os meus dois maiores ídolos.

Pergunto: Mas, Tavares, lembro que, muito antes da tua carreira musical tu já conhecia o Duca e vocês eram amigos…

Sim. Inclusive já trabalhei com ele no estúdio. Ficamos bem amigos. Temos uma relação de amizade, mas o cara ainda é meu ídolo. Não consigo tratá-lo com normalidade.

O Humberto também. São dois caras que respeito muito. Não consigo falar com o Duca dispensando as formalidades. O Humberto eu nem quero conhecer, para tu teres uma idéia. Tive várias oportunidades de conhecer o Humberto, mas eu não quis. E não é nem medo de me decepcionar, mas porque ele é um grande ídolo. Tenho a coinciência de que sempre se deve separar o trabalho do teu ídolo da vida pessoal dele. O Duca é um cara que eu respeito muito e todas as vezes que falo com ele tem sempre aquela questão do respeito e uma certa honra. O respeito não acaba. Mesmo tu sabendo quem ele é, seus defeitos e qualidades, isso não acaba.

Nota: quando conversei com Humberto na semana seguinte, comentei com ele o fato do Tavares não querer sequer conhecê-lo por ser seu ídolo, ao que Humberto, surpreendentemente, respondeu: “Eu entendo ele, porque sou assim também” (risos).

Sobre o Estúdio Coca-cola com Chitãozinho e Xororó


Photobucket

Foto by Luringa on Flickr

“Foi a coisa mais legal do mundo!”

Depois que se tem uma certa idade, vê-se que preconceito musical é coisa de adolescente. Como dizer um não para Chitãozinho e Xororó se foi uma das coisas mais legais que já fizemos? Quem iria dizer o contrário? Ter uma banda e ter a oportunidade de tocar com os caras mais importante do sertenejo. Dai tenho que aguentar ouvir coisas de gente que vai em canal de televisão para dizer “Não adianta ter os braços tatuados e tocar sertanejo” . A questão é que, tocar com Chitãoxinho e Xororó foi tão legal, mas tão legal que se a gente tivesse tocado de graça, num galpão e nínguem ficasse sabendo, iríamos curtir do mesmo jeito.

A melhor versão do especial na opinião dessa blogueira

“Os caras são o retrato da humildade.”

São muito gente boa. Os músicos deles sao um absurdo de bom e… cara, foi muito fácil, muito barbada. Chitãozinho e Xororó são as melhores pessoas do mundo. Fomos apresentados para eles e passado um tempo, não demorou muito para eles começarem a entrar na nossa e falar palavrões também (risos).

Tem muita coisa bizarra acontecendo na minha vida:
a fama é uma coisa bizarra. Tocar para muita gente é algo bizarro. Mas nada, absolutamente nada, foi tão bizarro do que ter se tornado amigo de Chitãozinho e Xororó. Não foi só o lance do Coca-cola. Vamos fazer outras coisas juntos. Eu estou aqui conversando contigo e olhando para os potes de extrato de própolis que eles fabricam e que me mandaram de presente. É muito louco e muito legal.

Os planos

Photobucket

Foto by Luringa on Flickr

Eu estou escrevendo muita coisa nova, compondo para muita gente. Estão entrando vários trabalhos de pessoas muito bacanas. Quero me concentrar mais nisso porque o meu tempo livre é escasso.

Na verdade, trabalhar com música é ter tempo livre… sim e não. De repente, trabalhar 18 horas com música náo é tão chato como se eu fosse trabalhar 18 horas com qualquer outra coisa. Tu aguenta porque tu está tocando, está fazendo música, é algo que você gosta. O que quero mesmo é produzir. Já produzi a Fresno em uma época que não tinha toda essa estrutura para gravar. Vou produzir o álbum do produtor Rodrigo Castanho… É algo bem grande.

E quem duvida?

 

Agora ninguém mais segura: College Rock Tour em Novo Hamburgo
Como diríamos aqui no Sul, os caras se puxaram. Foram 28 edições do College Rock, show que reúne os principais nomes do Novo Rock Brasil. Não raras as vezes com ...
Leia mais
[Fica a Dica] Palhetas autografadas da Fresno e Pré-venda do livro (autografado) de Humberto Gessinger, Mapas do Acaso
Duas dicas bacanas garimpadas nas internets: Palhetas autografadas da Fresno Para quem quer um souvenir de responsa da Fresno, a Nathalia Grun, do Nathy.com.br, está sorteando, entre os seguidores do Twitter um ...
Leia mais
College Rock: A noite em que Porto Alegre reverenciou Esteban
Foto: Carol Basegio Elton Freitas, 18, saiu da cidade de Pelotas de madrugada. Pegou duas caronas com desconhecidos e caminhou quilômetros ao chegar na cidade de Porto Alegre. Tudo para estar ...
Leia mais
[VÍDEO] Lucas Silveira e Koala: vocalistas que caem unidos permanecem unidos…
Quando a Dani Almeida me passou esse vídeo eu juro que demorei cerca de uns dois minutos para entender o que aconteceu. A questão é que Lucas Silveira, conhecido vocalista ...
Leia mais
Bombar no Posto ALE: Com uma banda em um posto de gasolina e uma sensacional idéia na cabeça…
Sei que, como blogueira de um espaço musical, eu deveria  estar ligada em absolutamente tudo o que rola no mundo da música nacional e internacional. Infelizmente, quando vejo algo muito, ...
Leia mais
Planeta Atlântida RS 2009: mais do mesmo mas um pouco diferente
Aposente o gênio da garrafa pet se quiser saber quais serão atrações para as próximas 15 edições do Planeta Atlântida. Por tradição, comodismo ou respeito à regra do “em time ...
Leia mais
EXCLUSIVO: “Show de Pouca Vogal estréia em outubro”, diz Humberto Gessinger
Atualizado em 19.10.2008 Leia também: Pouca Vogal e muita imagens - Fotos e Vídeos do que rolou no Teatro Bourbon Country Bastou uma nota no site oficial dos Engenheiros do Hawaii sobre Pouca ...
Leia mais
#MUDAROCK: Você pode plantar uma árvore, da sua casa, em menos de 30s. Então, por que não faz?
Post em Audio - Para o audiopost (mesmo post, porém por voz, clique aqui) Antes de ler o texto, saiba que são as últimas horas para baixar "à Beira do Caminho" ...
Leia mais
À Beira do Caminho: Carta aberta a Rodrigo “Esteban” Tavares
Photo: Gustavo Vara Rodrigo, Uma carta é escrita em primeira pessoa... para ti, Rodrigo, eu não conseguiria. Contar a historia, em todas as pessoas que me são permitidas pela Língua Portuguesa, dividir ...
Leia mais
Free Download #22: Fresno – EP Cemitério das Boas Intenções
E os rapazes da Fresno decidiram dar um presentaço de final de ano para os fãs: um EP contendo quato músicas totalmente for free, no Facebook da banda para ouvir, ...
Leia mais
Agora ninguém mais segura: College Rock Tour em
[Fica a Dica] Palhetas autografadas da Fresno e
College Rock: A noite em que Porto Alegre
[VÍDEO] Lucas Silveira e Koala: vocalistas que caem
Bombar no Posto ALE: Com uma banda em
Planeta Atlântida RS 2009: mais do mesmo mas
EXCLUSIVO: “Show de Pouca Vogal estréia em outubro”,
#MUDAROCK: Você pode plantar uma árvore, da sua
À Beira do Caminho: Carta aberta a Rodrigo
Free Download #22: Fresno – EP Cemitério das

Related Posts with Thumbnails

Share on Tumblr

Cler Oliveira

Cler Oliveira, jornalista, gaúcha, apaixonada por música, sobretudo U2, Bon Jovi e Coldplay. Estudiosa constante de Kurt Cobain. Curte pop rock internacional dos anos 80, 90 e tudo o que agrade os ouvidos depois dos anos 2000. Também redatora no www.mudarock.com.br.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookGoogle PlusYouTube

  • Renata

    As pessoas hoje não entendem nada, e querem jugar apenas pela aparência, não é a aparência que importa no mundo da música e sim a melodia, a letra, comecem a prestar atenção na música de verdade ao invés de jugar apenas olhando pro cara que ta lá em cima usando “preto” ou um cabelo diferente, qual o problema? Hoje, ninguém sabe o que é emo de verdade, vai escutar Dance Of Days que você vai saber um pouco (y)… Eu sou fã da Fresno desde meus 12 anos de idade, e não só por ser fã que eu digo, mas essa é uma puta de uma banda, com letras incríveis e um instrumental muito bom, infelizmente sempre vão existir pessoas jugando de modo “errado” maaaas cada um com seu gosto né.  =)

    Responda este comentário

  • Chaves Tamara191

    emo? acho que pra emo todo mundo seria emo.
    colega alguma vez vc ouviu falar do renato andar por ai choramingando e vestindo preto?

    Responda este comentário

  • Felipe

    EMO são vcs seus Acomodados de merda Renato era e será Imcorrupitível

    Responda este comentário

  • OKsKPOSK

    EMO IA TER TUA MAE FDP, COMPARA TUAS MUSICAS SO COM 1 DELE. :)

    Responda este comentário

  • Leoni

    Emo é vc, pra vc falar se o RR seria emo vc deveria pensar bem, porque ele não é igual a essas bandinhas de hoje que ficam tirando o restigio de quem mereci como o Renato Russo, Humberto Gessinger e muitos outros

    Responda este comentário

  • Fatima

    Comentando um pouco tarde, mas:

    Se existe uma antipatia/resistência em se ouvir essas bandas (Fresno, NX0 etc)são os próprios integrantes. Eles se dão valor demais.

    No twitter divulgam não apenas o trabalho como também sua vida pessoal. Em premiações super-hiper-mega tendenciosas tipo VMB, Multishow, os próprios integrantes fazem campanha para que os fãs (98% acéfala) percam o dia votando. Nunca vi uma banda ou artista “de respeito” mendigando votos para um prêmio que JAMAIS pautou em qualidade artística.

    Sim, tais eventos dificilmente premiam aqueles que realmente merecem e que muitas vezes nem foram cogitados a candidatos. Quem vence é quem tem mais fãs e suporte de gravadora. Conhecem o famoso “Jabá”?

    E nem sempre ser popular signifca ser bom. Não perco meu tempo assistindo, mas lembro-me de uma vez ver o talentosíssimo baterista João Barone, do genial Paralamas, ganhar o prêmio como melhor instrumentista. Foi uma feliz exceção.

    Outro problema são os fãs (repito, 98% acéfala), que não permite rejeição aos emos. Ex: “Se você não gosta dA Fresno vai se fu*, morra, A Fresno não precisa de você”. Foi o que uma vez eu me deparei – esta frase, neste sentido (na verdade, havia “miguxês” e, claro, erros de português que não precisam ser expostos aqui).

    Sinceramente, com orgulho, mas sem arrogância nenhuma, ouço de ADRIANA CALCANHOTO a SEPULTURA, de DJAVAN a ROLLING STONES , mas o meu estilo favorito é MÚSICA CLÁSSICA, AMO MÚSICAS INSTRUMENTAIS.

    Se alguém não gosta de sertanejo, exé, pagode, nenhum fã desses estilos vem – desculpe-me o termo “encher o s@c#”. É questão de respeito e educação. Agora, dizer que não gosta de emos é pedir para ser “xingado muito”, com ou sem twitter. Não é à toa que a grande maioria dos fãs é adolescente ou adultos que não tiveram tal fase na vida.

    Sim, o emo jamais será rock. Não o rock que eu conheço. E a culpa de tudo isso tem nome e sobrenome: rick bonadio (com letra minúscula, mesmo). Veja só o currículo:

    - Mamonas (legalzinho, mas não passaria do 1º disco, o que fatalmente aconteceu. Mas não estou feliz com isso; o acidente aéreo foi terrível, todos muito jovens ainda. Ninguém merece morrer assim)
    - Dogão (rick escreveu a letra: “Dogão é mau, Dogão é mau, au-au). É verdade, não estou brincando.
    - Rouge, Broz, e Natália-que-canta-música-contry, oriundos dos “Ídolos” da vida
    - Praticamente TODAS AS BANDAS EMOS.

    E o mais importante: RODOLFO & ET.

    - rick produziu o acústico do fantástico Ira!, mas só por questões burocráticas e comerciais. Ira! é uma banda tão boa, que o trabalho que eles realizavam falavam por si só.
    - ele também produziu o ultimo do Titãs. O problema é que Titãs, para mim, morreu em 1994.

    Para ele, “artista que não vende é ruim”. Por isso, João Gilberto é ruim. Bom mesmo é Restart.

    REPITO: o emo jamais será rock. Não o rock que eu conheço. E a culpa de tudo isso tem nome e sobrenome: rick bonadio.

    Responda este comentário

  • Henrique

    MIMIMIMIMI… Tá bom, o Renato era extremamente depressivo, tenho que concordar, mas temos os Hermanos (que infelizmente “acabaram”) que partilham de tal sentimento, estão ai, e não são emos. Sim queridos, eles ainda fazem muito sucesso.
    Segundo, quando uma das atuais bandas tiver capacidade de escrever uma uma canção como perfeição, de cutucar uma ditadura conversaremos melhor. É isso, melhor dizendo, hoje é tudo fácil: é só ter o cabelo legal, roupas chamativas e pronto! O Brasil é seu. Ainda existe muitas bandas boas aqui e no mundo: Vanguart, os meninos do arctic monkeys apresentam uma ideia legal da sociedade e uma sonoridade agradável, litle joy….
    Estamos no Brasil seus animais, não se discute futebol, não se compara música alguma com Tom, Chico, Renato, Tim, Raul, Cazuza, Roberto… não se deram conta disso ainda? o.O
    comparação: “E eu sei que eu vou te perdoar
    Um tolo eu sou por não falar
    Gostar de quem não está nem aí pra mim” FRESNO – individualistas… falta de léxico

    uma possivel resposta de Renato:
    É preciso acreditar num novo dia
    Na nossa grande geração perdida
    Nos meninos e meninas
    Nos trevos de quatro folhas
    A escuridão ainda é pior que essa luz cinza
    … somos mais que isso!

    Responda este comentário

  • Thiago

    Essa mulecada de hoje em dia
    não sabe o que é música
    e esse baixista dessa bandinha ridícula
    não tem nem moral pra falar do poeta RENATO ..

    Responda este comentário

  • Nathalie

    A velhoo!!! fala serio sou bem alternativa ouço de tudo(menos funk, pagode, saba e black) não vejo nada de mal nas musicas dos emos mais prefiro hard ou new metal… Concordo que o estilo do eas musicas dos emos são bem gays, mas estilo e musica não dizem carater..

    Responda este comentário

  • Brayan

    Se Renato Russo é emo, xuxa e RBD são Death Metal

    Responda este comentário

  • Felipe

    asssss como pode ser tao imbecil assim? falar que rock pop e emo é a mesma coisa! affe
    VAI PRO INFERNO IDIOTA! –’

    Responda este comentário

  • Felipe

    Eu sabia que não gostava do Renato Russo tanto quanto não gosto de emos pela mesma afinidade chata.

    Responda este comentário

  • Ana

    “Hoje a música pop, o emo e o rock são a mesma coisa”

    INFELIZMENTE

    Responda este comentário

  • raphael

    credo, renato russo EMO , ta certo que se ema é bixo , logo emo é bixa, hauhau, só pelo fato dele ser homo, nao significa q era emo, o coitado deve ter se revirado no caixão com a afirmação triste desse Fresno, e da onde fresno é uma das principais bandas do brasil !?!? mais o pior foi fala do grande poeta e compositor q foi renato russo, esses carinha d hoje nao sao nem a sombra do que foram pessoas como renato, hj nesses rockizinho fraco soh sabem falar d amor e das guampas que levaram

    Responda este comentário

  • Thiago

    Louco . . totalmente sem nexo seu post do renato!!
    renato foi o maior poeta e compositor de todos os tempos..

    Responda este comentário

    Cler Oliveira Reply:

    Você teria encontrado o nexo do post caso tivesse lido além do título.

    Responda este comentário

  • Geovane

    Inveja é foda.
    Lamentável o a declaração desse emo patético.

    Responda este comentário

  • Pingback: Fanatismo CDZ: Lucas da banda Fresno é fã de Cavaleiros do Zodíaco! « Diego Maryo Portal

  • Pingback: Lembra que o plano era ficarmos bem… Os 50 anos do maior poeta do Rock Brasil: Renato Russo | Hit Na Rede

  • Sandro

    A aquele que só tem publico que no geral são meninas de 13 anos [2]

    Responda este comentário

  • Murilo

    Quem é esse cara?
    A aquele que só tem publico que no geral são meninas de 13 anos

    Responda este comentário

  • vilelaa

    Mandou mal, Tavares…

    Acho que todo artista que se preze tenta fugir ao máximo de qualquer rótulo e montar um estilo próprio, marcante. E só o que esse pseudo-baixista fez foi rotular o rock, dizendo que emo e rock hoje em dia é a mesma coisa.

    E o pior, ele tentou rotular o cara mais inrotulável da História do Rock Nacional: Renato Russo! Puta merda, o Renato não se encaixava em nenhum estilo musical, ele era muio original. Punk? New Wave? Pop? Hippie? Grunge? NÃO! O cara tinha personalidade própria, escrevia o que sentia, sem se prender a simbolismos de tal-estilo. Gravou desde o punk rock mais rasgado (Geração Coca-Cola e Que País É Este) até ao pop italiano brega. Chega a ser pecado essa afirmação.

    Quanto à política: é lamentável ver que um dos ídolos dessa atual geração (desse povo emo, meu não) se coloca tão contrário à política. A geração dos anos 2000 precisa se conscientizar de que a política, querendo ou não, interfere nas nossas vidas. Amar faz bem á lama e á pele, mas não interfere no preço do leite nem no aumento dos impostos.

    Aproveita Tavares, e aprende com o Mestre:

    “Entendo que o artista não deve se envolver em política partidária. Faço uma política diferente: falo de coisas que interferem na minha vida. Em outra época, talvez não estivesse falando Que país é este. Para mim, vai ser muito fácil fazer uma música para alguém que perdeu o emprego, porque estou vendo isso, tenho muitos amigos nessa situação. São coisas que me tocam emocionalmente. Chego, então,
    nesses assuntos ligados à política do Estado através da emoção.
    Simplesmente, fui tocado pelos fatos, e isso filtra nas músicas, embora eu não tenha nenhum plano e não entenda de política.”
    (Renato Russo)

    Não tenho nada contra os emos e nem contra a Banda Fresno, pois eu acho que é cada um no seu quadrado, mas que esse Tavares só falou abobrinha…. =/

    Responda este comentário

  • Math

    Isso que da deixar esses adolescentes acéfalos soltos por ai, agora temos que “ouvir” que Renato Russo seria emo, que emo, pop e rock hoje são a mesma coisa. A opinião desse tal de Tavares merece risadas.

    Fresno não é NADA, apenas mais uma modinha pra vender. Comparado a Renato Russo/Legião então, eles nem existem, menos que NADA. Esse Tavares devia era ter ficado calado ao invés de falar tanta besteira e ridicularizar mais ainda essa “banda” da qual ele(Tavares) faz parte que prefiro não comentar.

    Gosto é que nem c*, mas alguns tem gosto e outros só c*.

    :D

    Responda este comentário

    agatha Reply:

    vc disse tudo man sou uma garota de 15 anos mas nao como essas babaks rsrsr thau bjs e forca sewpre!

    Responda este comentário

  • http://STEFANYFERNANDA FANY

    FRESNO …S2…
    SEM DUVIDA É UMA DAS MAIORES BANDAS NACINAIS
    E COMCERTEZA VAI FICA PRA HISTÓRIAA ELES SÃO D++++++
    EU SOU FÃ DELES
    TAVARES É O MELHOR DO MELHOR NA GUITARRA
    LUCAS MELHOR COMPOSITOR E CANTOR Q JA OUVI
    TA BOM OU QUER MAIS…….

    PENSE BEM ANTES DE FALAREM MAL DESSA BANDA PERFEITAAAAA!!!

    Responda este comentário

  • Felipe

    “kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    fresno é inútil felipe, não vem comparar essa bandinha clichê com o renato russo não cara.”

    assistiu o vmb Khan?

    bom as radios que ouço são as ditas grandes do Brasil, se são de bom ou mal gosto não sei.

    O importante é que, vejam a data desse post, falem bem ou falem mal, Fresno ta ai!

    Responda este comentário

  • Khan

    ”É incrivel ver como as pessoas se mordem por Fresno fazer sucesso, falam tanto da imortalidade de Renato Russo, mas ja fazem bons anos que não ouço uma musica dele no radio.”

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    fresno é inútil felipe, não vem comparar essa bandinha clichê com o renato russo não cara.

    vc não ouve musicas dele na rádio? no mínimo pq ou vc não ouve bem, ou só fica sintonizado em rádio de mau gosto, o que é o mais provável pq pra gostar de fresno tem que ter muito mau gosto.

    Responda este comentário

  • Khan

    hahahahahaha.
    esse cara é um tremendo comediante, ele devia estar no zorra total, por que é mais engraçado do que talentoso.
    pra início de conversa, roupas, acessórios, estilo em geral e musica, já existiam bem antes do emo entrar em cena, nenhum estilo musical faz moda, por que a moda existe antes da musica, logo a frase ”isso é coisa de emo” não existe, esses emos toscos aí, pensam que quando agente diz isso ta falando sério, hoje em dia emo é sinônimo de gay e chacota, o emo sim, que ”roubou” o estilo que já existia bem antes deles existirem, quando o tavarez ainda cantava após se masturbar no banheiro já existiam os estilos que ele citou aí em cima.
    quanto ao renato russo ser o emo dos emos.
    hahahhahahahahaha.
    mais uma vez eu peço, levem esse cara pro zorra total!

    Responda este comentário

  • Andressa

    Realmente, um absurdo. Comparar Legião Urbana com Fresno nem tem como. São coisas bem distintas. Fresno é pop, gurizada curte ali, pode ser que dure bastante tempo, mas não é rock. Porque quando a gente fala de rock, tu não tens que imaginar essas bandas pop que se dizem rock. Acho que algumas bandas falam que são bandas de rock pra fazer um grau mesmo. Porque todo mundo quer ser diferente, todo mundo agora que curtir rock. Onde é que está o rock brasileiro de verdade? Legião, Camisa de Vênus, Replicantes, Cascavelettes, Mutantes. Bons tempos em que se ouvia isso nas rádios.

    Responda este comentário

  • Pingback: Emocore « Parablogcamará

  • hernany

    foi revoltante ver esse cara se comparando a Renato Russo

    Responda este comentário

  • http://milena.rock@yahoo.com.br milena

    Ohhhhhhhhh
    povo baraqueiro
    ñ sabe interpretar
    uma brincradeira
    do tavares otários

    Responda este comentário

  • Ge silveira

    uahauha so pra comecar , o Renato tinha grana mas preferia viver numa casa simples, usava roupas simples; isso eh caracteristica de pessoas cultas que nao obedecem regras idiotas impostas pela sociedade…. outra coisa marcante na carreira do Renato, eh que ele nunca aceitou patrocinio nenhum tipo coca cola ou qualquer outra coisa…O Renato era um cara, que quando aparecia na tv pra uma entrevista, o Brasil todo parava porque o cara sabia se expressar e e era muito massa ouvir qualquer coisa que ele falava….agora essas bandinhas passageira ai… Que falam de amor e tal; mas fale com letras boas e inteligentes ; ou falem coisas novas e nao coisas que todos mundo sabe….fresnos, nxzero cpm 22 e sertanejo ou pagode sao tudo a mesma coisas as mesmas palavras as mesmas frase as mesmas paixoes bobas…..

    Responda este comentário

  • Felipe

    É incrivel ver como as pessoas se mordem por Fresno fazer sucesso, falam tanto da imortalidade de Renato Russo, mas ja fazem bons anos que não ouço uma musica dele no radio. Verdade que ele fez historia, mas é passado, Renato morreu e não vive mais, se ele seria ou não o emo dos emos ninguem nunca vai saber, e o que isso importa tambem? foi simplismente a opinião de um músico da atualidade, que vive a atual cena músical brasileira, não de fãs que defendem Renato Russo como se fosse um Deus, ou do Proprio Renato que viveu a décadas atraz onde não existiam essas divisões do rock. Se Fresno é Emo, é Pop, ou qualquer outro rotulo que queiram dar, paciencia, é a atual cena e Fresno veio pra ficar, Não existe hoje no Brasil uma banda de Rock maior e melhor que Fresno, logo vocês defensores do passado e dos rastros deixados por Renato Russo deveriam viver do presente, ouvir as bandas atuais, saber da historia das bandas assim como sabem da historia de Renato Russo ou de Legião Urbana, para depois caso não gostem da atualidade, ficarem quietos resmungando em seus quartos ao invez de ficar perseguindo e encomodando quem simplismente está ouvindo o que gosta, vestindo o que gosta, cortando o cabelo como gosta, assim como vocês provavelmente faziam nos anos 70, 80, 90 se é que eram nascidos.

    Responda este comentário

    vilelaa Reply:

    Ah! Sobre essa história de que não se toca mais Legião e Renato nas rádios… CLARO QUE NÃO TOCA! Hoje em dia as rádios só funcionam através de jabá.

    *Só a comunidade relacionada a Legião tem mais de 520.000 pessoas!! – nada mal para uma banda que acabou há 13 anos!! (a comu da Legião tem bem mais que a do Fresno, hehehhe).

    *Se cada um deles ligasse pelo menos umas três vezes ao dia para pedir Tempo Perdido nas rádios, ela nem seria mencionada no set-list.

    Hoje em dia o que ocorre na sociedade é uma profunda alienaçao.

    “Nos querem todos iguais / Pois assim fica mais fácil de controlar.”

    Fresno, a maior banda do Brasil? Afff….
    Tenho 16 anos e odeio Fresno. Legião Forever!

    Responda este comentário

  • Luiz Felipe

    falem bem ou falem mal
    mas nao chamem de emo
    nada contra os emos tenho amigos etc…
    cada um tem seu gosto

    agora é a msm coisa de comparar coisas incomparaveis =D(patente pendende sobre a frase auhsaushaush)

    Responda este comentário

  • Felipe Cachopa

    Renato Russo emo dos emos?
    1º as letras “emo” não tem 1% da subjetividade das músicas romanticas do renato.
    2º ele não só falava de amor não correspondido.
    3º se ele começasse hoje, seria o mesmo. As músicas da legião tem o poder de ultrapassar os tempos. Músicas como a Que país é Este, foi composta no fim dos anos 70, até hoje condiz com a realidade que vivemos. Posso citar mais algumas, “Perfeição” “por enquanto” “índios” “baader meinhof Blues”

    portanto, não confundam o joio do trigo.

    Responda este comentário

  • Will

    Como alguem pode comparar RENATO RUSSO com essa merda

    Renato Russo era totalmente anti midia e não era simplismente uma modinha como são esses ridiculos emos que só querem chamar atenção
    Que graça tem a musica desses merdas que nem voz pra cantar tem

    Nunca essas modinhas poderam ser comparadas com Legião, Paralamas, Engenheiros, Raul Seixas

    E como toda moda um dia acaba
    Renato é eterno
    Emo são modinhas

    Responda este comentário

  • Ariany Araujo de Souza

    Gente, é inacreditável ouvir algo assim! COMO PODEM AFIRMAR ISSO?

    EMO nunca foi considerado rock’n roll, o rock é muito mais intenso que essa bosta de música, o emo nunca foi considerado rock pelos ouvintes de verdade!
    Se querem ser sentimentais e emotivos que sejam góticos.
    Se querem fazer rock, que sejam roqueiros de verdade!

    Agora, comparar o ídolo Renato Russo com essa merda de estilo musical? DÁ UM TEMPO! Renato Russo fazia suas composições de protesto ao sistema, a política, expressava seus sentimentos e todos seus traumas infantis com sua doença; era romântico sim… Mas não exageradamente. Renato Russo tinha um idealismo, não gostava de mídia, ia contra todo os conceitos de alienação.

    MUITO DIFERENTE DESSE CARA IDIOTA, QUE APARECE NOS PROGRAMAS DA TV GLOBO SEMPRE!

    Esse tipo de coisa deveria ser proibido de dizer, onde já se viu!

    E me dizer que não se pode julgar um rock bom ou ruim? Dá um tempo denovo! Olha a voz desse cara, olha os seus músicos… Vamos comparar com nosso grande RAUL SEIXAS ou até mesmo os BEATLES.

    Onde está todo o nosso talento?

    Esses caras só sabem imitar os ingleses, europeus, britânicos, MODISTAS DO CARALHO, só isso!
    Eles não fazem músicas, eles fazem ignorância.

    Responda este comentário

  • Pingback: Na galeria da genialidade: Fell on black days - Soundgarden | Hit Na Rede

  • nelson

    nem cheguei a ler tudo, mas morro de raiva desses emos.
    qualquer emo deveria lavar a boca pra falar do renato russo, e não devia nunca se igualar a ele.
    se ele tinha umas musicas meio depressivas, não era essa babaquice dessas criancinhas que se cortam e fogem de casa pra chamar a atençao.
    se ele gostava de homem, não usava isso como motivo pra ser coitado nem como pretexto pra chamar atenção…

    ja ouvi “musicas” dessa fresno, e sinceramente não vi graça nenhuma.
    uma bandinha vazi… renato russo deve estar se remexendo no túmulo.

    Responda este comentário

  • Camila

    será q alguém aqui entendeu o q o Tavares quis dizer?
    acho q não, eu explico:
    está dizendo q emo está sendo chamado de moda, e não de estilo musical
    e q então, ele seria emo, já q todo mundo vive rotulando as pessoas
    e eu repito. Tavares:”a Fresno até éra emo até uns 10 anos atráz, mas a gente nem sabía o que era. Nem tocamos hardcore(hardcore emotivo)
    e vem dizendo q a gente é emo!”

    Responda este comentário

  • Bruna

    E NINGUÉM FALOU QUE RENATO RUSSO ERA EMO, QUE O ESTILO ERA ESSE. TAVARES APENAS DISSE DAS COMPOSIÇÕES DELE! LEIAM A MATÉRIA ANTES DE COMENTAR ALGUMA INUTILIDADE.

    Responda este comentário

  • Bruna

    O Rodrigo exemplificou o que ele estava querendo dizer com emo. Como disseram, vem do termo Emotional Core, de emoção, e as músicas que Renato compunha falavam de sentimentos. E ai já vem pessoas ignorantes que julgam o ROCK CERTO, OU O ERRADO, O BOM, OU O RUIM. Não tem essa, cada um julga o que é bom para os seus ouvidos, e se vocês pesquisarem, a Fresno tem letras lindíssimas, e o Tavares compõe letras lindas. Acredito que nenhum artista deve ser comparado com o outro, dizer que um é melhor que o outro, tem nada disso.

    Responda este comentário

- web5 - ww8