Início » Kurt Cobain

Kurt Cobain – 18 anos: E ele jurou que não tinha uma arma… sim, jurou que não tinha uma arma


[6 Apr 2012 | 3 comentários | Cler Oliveira]

“Nenhum pensamento foi planejado
Eu sempre soube que as coisas acabariam assim
As coisas nunca estiveram tão legais
Eu nunca falhei em falhar”

Este post era para ter ido ao ar na noite de ontem… não escrevi por motivos bastante pessoais. Mas, se voltássemos a 1994, o corpo de Kurt ainda estaria apodrecendo na garagem. Ninguém havia descoberto que o maior ícone dos anos 90 jazia em um chão que fedia a seu próprio sangue, vindo de um belo rosto deformado pelo tiro certeiro de uma espingarda. Portanto, ainda há tempo de escrever sem perder o que jornalismo chama de timimg.

O Dia da Mentira poderia ser, desde 1994, o dia 5 de abril. Kurt Cobain, ícone dos anos 90, estava com a sua luz vermelha acessa mas conseguiu usar o seu livre arbítrio e acabar com o seu sofrimento – que era viver – com pequenas mentiras. A maior delas era cantada obrigatoriamente em todos os shows pós Nevermind:

“….And I swear that I don’t have a gun, no, I don’t have a gun…”

E ele tinha… e adorava mostrá-la. Não para se exibir mas para dizer que poderia fazer o que dizia que ia fazer….

… sem temor. Sem o mínimo preceito religioso. Sua única preocupação ao marcar o dia 5 de abril pra sempre foi com as pessoas pelas quais despertou um sentimento de amor e dependência: sua mulher e sua filha.

Kurt não precisaria dizer nada. Apenas dar o tiro. Mas deixou uma carta com sua justificativa na qual  - percebam a ironia – imortalizou uma das frases mais célebres do rock, dita por Neil Young….

 

…it’s better to burn out than to fade away.

18 anos depois…

…milhares de fãs se preparam para assistir a um show em pleno Sábado de Aleluia em São Paulo. O Foo Fighters, banda que virou um ícone tão grande quanto o Nirvana – com a diferença de que seus membros parecem se divertir o tempo todo – é, com merito, de Dave Grohl, segue o seu caminho de sucesso e glória pelo mundo afora.

… Frances Cobain  nem de longe lembra o bebê fofo que encantava a todos por onde Kurt passava. Hoje, seu misto de sensualidade e rebeldia, pegou a todos de surpresa quando posou para as lentes de Hedi Slimane com o olhar seguro de quem assumiu o posto de princesa do Grunge. Com um olhar firme que seu pai nunca conseguiu ter ao longo dos 27 anos em que viveu. 

…Courtney Love ainda vive seu papel de viúva negra do grunge ao ser odiada por muitos e ainda a principal suspeita da teoria conspiratória de que a morte de Kurt ter sido um assassinato e não um suicídio. Tresloucada, ainda age como uma adolescente que precisa de palavrões, ofensas e atitudes infantis para se auto afirmar. Juntou sua ex-banda, faz seus shows e sua vida pessoal rende muito mais páginas de revistas e bites na internet do que sua carreira.

Nevermind, a cada ano que passa ganha a notoriedade que merece e impulsiona os demais álbuns em venda de CDs originais.

E não sobra muito para falar… além do que já foi escrito – duas vezes – por Charles R. Cross (Mais Pesado que o Céu e Cobain Unseen), considerado seu biógrafo oficial e definitivo. Do que já foi exposto, gravado, regravado, contestado… lembrado.  Com muito respeito, não pelo seu ato – que não cabe ser considerado como “fuga covarde” – mas pela sua trajetória que, mesmo sofrida, nos deu palavras para expressar a dor às três horas da manhã… ou sozinho no seu quarto tendo 18 ou 36 anos.

 

Os 30 mais sexy do rock – Parte I
Quem diz que os caras do rock são de se jogar fora é porque não entende nada nem de cara e nem de rock. Desde que fiz a lista dos ...
Leia mais
Like a funeral: os 18 anos do “Nirvana – Unplugged in New York”
“Há algo nesta gravação quando você a escuta de novo. Há um tom assustador. Foi como o seu adeus final”… “ele queria mais velas. ‘como um funeral?’ ‘Yeah, como um ...
Leia mais
Existem álbuns e existe Nevermind: os 20 anos do registro mais importante da década de 90
De todos os álbuns que completam 20 anos este ano (e, acredite, a lista é imensa), Nevermind é o mais comemorado, lembrado e agraciado com grandes manifestações sejam elas comerciais, ...
Leia mais
[#Nevermind20] Cobain Unseen, o livro: Nada do que for dito descreve o que se tem em mãos
Quando falei do livro Cobain Unseen aqui no blog, lá em 2008, logo que ele foi lançado, fiz dele um sonho de consumo. Embora nunca o tivesse pego em mãos ...
Leia mais
A princesa do Grunge, Frances, filha de Kurt Cobain, busca seu trono e posa em fotos sensuais
FRANCES BEAN COBAIN NASCEU ás 7h48 da manha no dia 18 de agosto de 1992, no centro médico Cedars-Sinai, em Los Angeles. Quando o médico anunciou que ela parecia estar em excelente ...
Leia mais
On the covers of magazines: Amy Winehouse (1983 – 2011)
"Às vezes não conseguimos salvar uma pessoa dela própria"  Não. Essa frase acima não é de Amy Winehouse e tampouco alguém se referindo à prematura morte da cantora, mas sim, de ...
Leia mais
Fica a Dica – baú de raridades: Nirvana Bootlegs Brasil
  Primeiro vamos esclarecer algo bem importante: bootleg é diferente de pirataria. Pirataria é o ato de fazer e negociar cópias ilegais de material oficialmente disponível. Os materiais contidos nos bootlegs não ...
Leia mais
SatisFASHION: Glamb e Converse lançam modelo de tênis “de oncinha” inspirado em… Kurt Cobain!
Sou fã de Nirvana desde sempre e acho bacana quando a banda mais na contra mão da história serve de inspiração para a moda. No ano passado a C&A lançou ...
Leia mais
De Metallica a Nirvana: Os 20 anos de 15 grandes álbuns que mudaram a história da música – Parte I
Leia a parte II e a Parte Final deste post:             Quando se é adolescente nem passa pela cabeça que, algum dia, você vai dizer "há 20 ...
Leia mais
Kurt Cobain na capa da portuguesa Blitz
A revista portuguesa Blitz traz na capa da edição n. 59, nas bancas lusitanas em maio, ninguém menos que Kurt Cobain. Eu achei essa capa divina e, como fã do ...
Leia mais
Os 30 mais sexy do rock – Parte
Like a funeral: os 18 anos do “Nirvana
Existem álbuns e existe Nevermind: os 20 anos
[#Nevermind20] Cobain Unseen, o livro: Nada do que
A princesa do Grunge, Frances, filha de Kurt
On the covers of magazines: Amy Winehouse (1983
Fica a Dica – baú de raridades: Nirvana
SatisFASHION: Glamb e Converse lançam modelo de tênis
De Metallica a Nirvana: Os 20 anos de
Kurt Cobain na capa da portuguesa Blitz

Related Posts with Thumbnails

Share on Tumblr

Cler Oliveira

Cler Oliveira, jornalista, gaúcha, apaixonada por música. Curte pop rock internacional dos anos 80, 90 e tudo o que agrade os ouvidos depois dos anos 2000.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookGoogle PlusYouTube

  • Ramonadevil

    Jornalista? 

    Sério mesmo?

    Só no primeiro parágrafo tem váaaaarios erros ortográficos. 

    Responda este comentário

    Cler Oliveira Reply:

    Há diferença entre erro ortográfico e erro de digitação. Esse texto foi escrito muito tarde da noite e confesso que não houve revisão de digitação, no dia seguinte devido a graves problemas pessoais. Se quiseres achar que foi escrito por alguém sem capacidade, opinião sua. ó que antes de uma crítica aprenda que o melhor caminho é a identificação. Posso ter tido problema pessoais que me impediram a correção posterior dos erros de digitação mas tive a dignidade e vergonha na cara de me identificar e não ter como base um apelido com o codinome “devil” um ip gravado no sistema (201.81.189.225).

    Responda este comentário

  • Pingback: Nadave Links 193

- web5 - ww8